All4Wine

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Vinhos da Península de Setúbal vendem mais de 1 milhão de litros na restauração

Foto: Divulgação

Os vinhos da Região Vitivinícola da Península de Setúbal viram as suas vendas, em volume e valor, mais do que triplicar, no primeiro semestre deste ano, no canal Horeca, comparativamente com o período homólogo, de acordo com os dados divulgados pela consultora Nielsen. “Para este aumento exponencial muito contribuiu a retoma no turismo e o levantamento das restrições anti-covid, que permitiram o regresso dos consumidores aos restaurantes”, considera a comissão vitivinícola.

Em termos práticos, os vinhos da Península de Setúbal venderam mais de 1 milhão de litros na restauração (1.042.154), durante os primeiros 6 meses deste ano, tendo registado um aumento superior a 200%, relativamente ao mesmo período de 2021, em que assinalou vendas de 338.510 litros. Em termos de valor em euros, neste canal de vendas, o aumento registado pelos Vinhos da Península de Setúbal no primeiro semestre de 2022 foi superior a 234% (3.165.782€, em 2021, vs. 10.586.801€, em 2022).

Para Henrique Soares, presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, este aumento exponencial na restauração reflete o trabalho realizado pelos produtores da região durante a pandemia. “Consolidámos o trajecto dos vinhos da nossa região durante a pandemia, nomeadamente no sector da distribuição. As pessoas que consumiram vinhos da Península de Setúbal em casa, com o levantamento das restrições anti-covid e consequente reabertura dos restaurantes, passaram a selecioná-los e a dar-lhes primazia nos convívios e refeições fora de casa. Além disso, a retoma do sector do turismo também contribuiu muito para este aumento em volume de litros e valor, na restauração”.

Número dois no ranking global

Em termos globais, os vinhos da Península de Setúbal continuaram a ocupar a segunda posição, no primeiro semestre do ano, entre os vinhos certificados mais consumidos no mercado nacional, com uma quota de mercado de 17,6% em volume. O preço médio dos vinhos da região, na distribuição e restauração, subiu 0,79 euros por litro, tendo ultrapassado os 41 milhões de euros (41.146.901€) de vendas globais no mercado nacional, durante os primeiros seis meses do ano.

Utilizamos cookies em nosso site seguindo os Termos Gerais de Uso e Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.