All4Wine

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Vinho Branco combina com dias frios, sim!

Foto: Divulgação

 

Sommelière da Wine esclarece que exemplares elaborados com a uva Chardonnay podem ser saboreados em pleno inverno.

Vinhos brancos não combinam apenas com baldes de gelo, à beira da piscina ou na praia, como uma bebida para se refrescar no calor do verão. É um tabu pensar que devem ser preferencialmente consumidos em altas temperaturas e não nos dias frios de inverno. “Assim como outras coisas no mundo dos vinhos, os rótulos brancos possuem facetas diferentes. Tanto as versões leves, como as mais encorpadas, podem ser ótimas opções para o inverno! Vale lembrar, por exemplo, que a melhor harmonização para um fondue de queijo é um vinho branco, graças à sua boa acidez da bebida ou passagem por barricas de carvalho”, Cibele Siqueira, sommelière da Wine, clube de assinatura de vinhos do mundo e líder no ranking de importação do Brasil.

Para acabar com essa falsa crença e celebrar o Dia Internacional do Vinho Branco, que foi  em 04 de agosto, a sommelière selecionou algumas opções de vinhos brancos que combinam perfeitamente com dias frios. Os exemplares elaborados com a uva Chardonnay costumam agradar até os mais exigentes paladares e tendem a ser muito versáteis, trazendo características cítricas ou de frutas tropicais e uma estrutura de leve a encorpada.

O Partridge Flying Chardonnay, da renomada vinícola Las Perdices, é uma boa alternativa para apreciar esta casta branca, pois, após passar por um amadurecimento durante seis meses em barricas de carvalho francês, ganha untuosidade, ou seja, mais corpo e aromas diferentes como de baunilha e um sutil toque amadeirado.

Outro exemplar da Chardonnay surpreendente é o chileno Root: 1 Edición Limitada D.O. Valle de Casablanca Chardonnay 2022. 75% da bebida deste rótulo é produzida em tanques de aço inox, sempre em contato com as borras e em movimento de bâtonnage, o que permite que ganhe maior complexidade e cremosidade. Já os 25% restantes passam por barricas usadas de carvalho francês, para conquistar mais volume e notas de baunilha. Sem dúvida, é um vinho complexo e elegante.

Em terroirs californianos, os vinhos com a Chardonnay trazem ênfase nas notas de baunilha e muita cremosidade na boca. O The Dark Horse The Original Chardonnay 2018, por exemplo, que tem passagem por barricas de carvalho francês e americano, aporta a sensação de um vinho amanteigado no paladar e é justamente essa viscosidade que dá mais corpo ao vinho, além de um teor alcoólico de 13,5%, que é bem significativa para um vinho branco e faz com que saia da zona de vinhos leves e refrescantes e se torne uma escolha perfeita para quem é fã de tintos.

Por último, para quem gosta de inovar, vale apostar em vinhos da África do Sul, elaborados com a uva Chenin Blanc, que traz sempre untuosidade ao paladar. É uma espécie francesa que se adequou muito bem ao terroir sul-africano e dá origem a rótulos distintos e com características marcantes. É o caso do The Vinecrafter Western Cape Chenin Blanc 2021, que mesmo passando somente por tanques de aço inox, aporta notas frutadas, sem deixar de contribuir com viscosidade e suculência no paladar.

“Os vinhos brancos são perfeitos para assistir filmes no sofá com pipoca, acompanhar uma massa ao molho branco ou fazer uma bela dupla com uma bela tábua de queijos! A verdade é que, seja com um rótulo encorpado ou um leve, o Dia Internacional do Vinho Branco merece ser celebrado”, conclui Cibele.

Divulgação: Bruno Costa

Utilizamos cookies em nosso site seguindo os Termos Gerais de Uso e Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.