All4Wine

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Grande Encontro, o apassitado de cinco safras da Vinícola Lugares

Janquiel Mesturini e Lúcio Salvadori Possebon em dia de colheita no Vinhedo do Capo, em Carlos Barbosa – Divulgação Vinícola Lugares

Unidos pelo amor ao vinho, dois amigos – um engenheiro civil e um publicitário – criam vinícola para engarrafar histórias de lugares

A vida é feita de encontros. Foi o que aconteceu com Lúcio Salvadori Possebon e Janquiel Mesturini que, de parceiros de trabalho, evoluíram para uma grande amizade, fortalecida pela paixão que ambos têm pela cultura do vinho. Compartilhando de um mesmo sonho, eles resolveram botar a mão na terra para engarrafar histórias de lugares que de alguma forma fazem parte de suas vidas. O Grande Encontro, primeiro rótulo da recém criada Vinícola Lugares, chega num lote de apenas 2.666 garrafas. No estilo dos emblemáticos Amarones, o corte entrega um apassitado de cinco safras – 2006, 2011, 2012, 2013 e 2022 – com microvinificações de Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc cultivadas no Vinhedo Villa Bari, em Porto Alegre.

Grande Encontro – VInicola Lugares

Para tocar o projeto a dupla foi buscar respaldo junto ao reconhecido enólogo Alejandro Cardozo, eleito Enólogo do Ano 2021, e ao engenheiro agrônomo Silvano Michelon, que desde a Safra 2023 acompanha de perto os vinhedos onde a Lugares já está atuando. Com o Grande Encontro, Possebon e Mesturini querem reunir amigos em torno de uma taça de vinho, levando outras pessoas a fazer o mesmo. “Queremos que a Lugares seja conhecida como a vinícola brasileira do apassitado”, aspira Mesturini. A história do vinho começou em 2006, quando o entusiasta Luiz Barrichelo, dono da Villa Bari, ainda vinificava na capital gaúcha. Hoje, o brasileiro mantém vinícolas nas regiões da Toscana (Itália) e de Mendoza (Argentina). Com acordos de longo prazo, os três garantiram que os 6 hectares de vinhedos existentes na propriedade de 22 hectares, tivessem continuidade. Empolgado com o rumo que o projeto vem ganhando, Possebon mira o futuro. “Abrir uma garrafa e degustar um vinho é apaixonante, mas esta é uma cultura que vai além. Todo cuidado, trabalho e tempo empregados geram algo incrível, único. Estamos aprendendo a fazer e a transformar, e vamos avançar”.

As uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, cultivadas em espaldeira ancoradas por pilares de granito rosa, esculpidos por artesãos locais, foram colhidas e selecionadas manualmente, sendo colocadas em uma estufa da propriedade para desidratar, de 30 a 100 dias, dependendo da safra. Neste período, as uvas chegam a perder 40% da umidade. Com menos líquido, os açúcares ficam mais concentrados, gerando vinhos mais doces e alcoólicos. O processo de apassimento (passificação) foi realizado em equipamento exclusivamente desenvolvido por Barrichelo para esta finalidade, sendo redescoberto por Possebon e Mesturini. Desde a primeira safra (2006), o vinho, ainda mosto, foi para botes de carvalho da Eslavônia (Croácia), com capacidade de 1.000 litros cada, armazenados em Monte Belo do Sul. Este carvalho é especialmente usado na elaboração dos emblemáticos Amarones. A cada nova safra, novos cortes foram feitos e o blend final, com o vinho de 2022, foi feito em fevereiro deste ano. O vinho foi engarrafado em setembro de 2023.

A Vinícola Lugares é uma boutique de vinhos criada em Bento Gonçalves para redescobrir terroirs brasileiros e elaborar micro lotes cheios de personalidade e grandes histórias. Hoje, conta com o Vinhedo Villa Bari, em Porto Alegre, e com o Vinhedo do Capo, em Carlos Barbosa, na Serra Gaúcha, de onde ainda este ano serão lançados micro lotes de três varietais tintos. Possebon e Mesturini se dedicam a buscar novos lugares, novas fronteiras e expressões de vinhos. Mais informações pelo WhatsApp (54) 9 9149.0057 ou pelo site www.vinicolalugares.com.br.

A marca

Lugares nasceu a partir de um espírito de busca interminável. Uma busca por redescobrir culturas vinícolas em regiões específicas, por testar micro lotes de vinhedos e elaborar micro vinificações. Por personalizar cada detalhe. Um espírito de descoberta e paixão pela cultura da uva e do vinho, cultivado desde a infância em meio a parreirais e produções artesanais das famílias. O cachorro, ícone que faz parte da marca, foi inspirado num farejador de trufas, que sempre está em busca de algo e que não para de procurar. Simboliza, ainda, a amizade, lealdade e companheirismo. Juntos, name e ícone, representam a eterna procura pelo inesquecível.

O GRANDE ENCONTRO

O TERROIR
Região – Vinhedo Villa Bari – Porto Alegre (Propriedade de 22 hectares, sendo 6 hectares de vinhedos)

Variedades Cultivadas – Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc

Solo – Franco-arenoso, ou seja, um solo intermédio com maior concentração de areia. Bem drenado e com adaptação muito boa para uvas viníferas. Solo profundo, que favorece o trabalho com porta-enxertos de raiz pivotante, de médio vigor, que traz uma boa maturação da uva, com destaque para fenólicos, resultando em vinhos mais alcoólicos.

Clima – Subtropical com boas variações de amplitude de temperatura. Região de invernos não tão rigorosos, mas com boa carga de frio – 200h de frio abaixo de 7° -, muito bom para despertar da dormência. A amplitude é muito boa no verão, com dias bem quentes (35° a 40°) e noites mais amenas (10° a 15°), o que proporciona boa concentração de polifenóis e taninos. É uma região bem seca, com declividade acentuada que sofre grande influência do Guaíba. A irrigação do vinhedo é uma prática necessária para que se tenha uma boa fotossíntese alta e, assim, uma excelente maturação final. O resultado são uvas bem maduras, sãs e com ótima qualidade.

O VINHO
Álcool 13.3%
Açúcar 22.5g
Densidade 1004
Acidez total 94
PH 3.85

CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS:
VISÃO – Apresenta cor rubi com tons ocre.
OLFATO – Traz aromas de figo seco e uvas passas, lembrando frutas cristalizadas. Notas de amêndoas e ameixa.
PALADAR – Lembra frio fresco doce, elegante, longo, com notas de mel, tabaca, damasco e pêssego.
TEMPERATURA IDEAL – 18° a 20°

DICAS DE HARMONIZAÇÃO
O Grande Encontro é um vinho para ser contemplado, apreciado. Entretanto, para acompanhar um vinho intenso e encorpado como este, o ideal são pratos de potência similar. A dica é apostar em carnes de caça ou cortes bovinos com cozimento lento e bem condimentados. Carnes gordurosas como cordeiro, com marmoreio ou grelhadas, também são uma boa indicação com acompanhamento é azeite trufado, batata ou purê. Também são recomendados molhos agridoces, não tão doces como os com frutas vermelhas, por exemplo, ou a base de vinho tinto com um leve dulçor. Para uma harmonização de queijos as variações bem maturadas, como parmesão e pecorino romano, são as mais indicadas. Outras sugestões são o taleggio e o reblochon, com pasta mais mole, porém sabor acentuado. Sobremesas a base de cacau e chocolate amargo funcionam muito bem. O importante é que este vinho, assim como seu nome sugere, aproxime as pessoas num grande encontro.

Divulgação: Conceito Com

Utilizamos cookies em nosso site seguindo os Termos Gerais de Uso e Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.