All4Wine

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Notícias, novidades e fornecedores do mundo do vinho

Pesquisar
Close this search box.

Descubra como a temperatura altera as percepções de sabor e aroma do sake

Fotos: divulgação

Mesmo que provar seja a melhor escolha para quem quer descobrir o que agrada ao paladar, a Azuma, marca especialista em sakes no Brasil, destacou as principais diferenças no sabor e aroma entre consumir a bebida japonesa aquecida, gelada, ou a temperatura ambiente

Para muitos, experimentar o sake foi por um longo tempo uma escolha que envolvia a inovação de consumir uma bebida alcoólica em temperatura morna ou quente, o que ocorria tradicionalmente no Japão. Porém, desde que os processos de produção evoluíram começaram a surgir variedades da bebida japonesa, como o Guinjo, que possui aromas e sabores mais refinados e delicados, o que pode ser alterado caso o sake seja aquecido.

Para explicar melhor essas alterações nos sabores e aromas dos sakes, a Azuma, marca referência em sakes no Brasil, detalhou as três categorias básicas de servir a bebida e as percepções que cada uma delas pode proporcionar para os consumidores. Confira!

Kan
O sake aquecido, também conhecido como Kan, é uma das formas mais tradicionais de servir e consumir a bebida, devido a cultura vinda o inverno japonês. Podem dissipar as notas florais e mais delicadas frutadas da bebida.

Os sakes mais standard, que possuem menor complexidade de sabor e menos frutados, são ótimos exemplos de produtos para consumo aquecido. A recomendação é servi-los em temperaturas que variam entre 40 e 55 graus Celsius.

Sugestões da Azuma:

Dourado
Excelente acidez e aroma fresco. O Azuma Dourado é ideal tanto para consumo puro, quanto em misturas com frutas, na confecção de drinks. Para harmonizar com a culinária oriental ou para pratos dia a dia, como hamburgueres e pizza, devido a sua versatilidade.

Como servir: Perfeito para servir puro, ou usar em drinks.
Teor alcoólico: 15,5% vol.
Volume: 740 mL.
Validade: 12 meses

Hiya
Diferente dos sakes menos complexos, a bebida em seus exemplares mais premium e delicados, perdem um pouco de suas características frutadas e sutis quando submetidos a altas temperaturas. Por isso, o sake refrigerado, ou Hiya, vem se tornando uma forma cada vez mais comum de consumo. Ainda mais no Brasil, com temperaturas tropicais, uma bebida refrigerada é muito mais fácil de ser compreendida como agradável no nosso costume.

Para manter os sabores finos de um sake diferenciado, pode se colocar colo sugestão o consumo em torno de 15 graus Celsius. É importante se atentar também a temperaturas extremamente frias, pois se servido desta maneira o sake também pode ter suas percepções de aromas e sabores ofuscados pela temperatura muito baixa na língua, recomenda-se não menos que 5 graus Celcius.

Nama
Notas de sabor frutadas e delicadas, sabor e aroma inigualavelmente frescas. Um sake para momentos e paladares especiais.
Como servir: Puro e refrigerado.
Teor alcoólico: 15,5% vol.
Volume: 740 mL.
Validade: 12 meses

Temperatura ambiente
Se servir a bebida em temperaturas muito baixas ou muito altas podem alterar consideravelmente as percepções de sabores e aromas dos diferentes tipos de sakes, servir a bebida em temperatura ambiente pode ser uma ótima opção para quem busca versatilidade e neutralidade.

Todas as categorias de sakes podem ser servidas em temperatura ambiente sem que seus sabores e aromas específicos sejam modificados. Essa pode ser a melhor opção para quem ainda busca entender melhor as percepções, ou os prazeres gerais proporcionados pelos diferentes tipos da bebida.

Guinjo
Sake Premium, aromático, frutado e levemente adocicado. Um convite para experimentar uma verdadeira experiencia oriental.
Como servir: Puro, gelado ou em temperatura ambiente.
Teor alcoólico: 15% vol.
Volume: 740 mL.
Validade: 12 meses

Divulgação: Agência BCBiz

Utilizamos cookies em nosso site seguindo os Termos Gerais de Uso e Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.